” Pega na mão do irmão” – Pastor Elias Cardoso critica “pega – pega” entre membros durante cultos

2

O “pega-pega” entre irmão e irmãs durante os cultos foi alvo de critica durante o sermão de um importante líder religioso. O pastor Elias Cardoso, presidente da Convenção Nacional das Igrejas Evangélicas Assembleia de Deus Ministério de Perus no Brasil e Igrejas Filiadas, recentemente gerou discussão entre os internautas ao abordar certos hábitos durante os cultos religiosos.

Em um vídeo que circulou pelas redes sociais, o pastor trouxe à tona questões relacionadas à conduta durante os cultos, incluindo a interação entre membros da congregação, especificamente destacando sua opinião sobre o contato físico entre pessoas do sexo oposto.

Durante seu pronunciamento, o Pastor Elias Cardoso expressou sua visão sobre certos comportamentos considerados inadequados durante os cultos religiosos. Ele ressaltou a importância do respeito e da moderação, especialmente em relação ao contato físico entre membros da igreja. Uma das observações que causou mais debate foi sua posição sobre o gesto de uma mulher casada segurar na mão de outro homem que não seja seu marido, o que levantou questionamentos sobre os limites da interação durante os eventos religiosos.

Enquanto algumas pessoas concordaram com as colocações do pastor, destacando a importância de manter a discrição e o respeito pelos limites estabelecidos pela religião, outras consideraram suas observações como excessivamente restritivas. Muitos argumentaram que gestos como o abraço e o aperto de mãos são expressões de apoio e comunhão entre os membros da congregação, e que restringi-los poderia criar barreiras emocionais e espirituais desnecessárias.

Nas redes sociais, as opiniões divergentes foram expressas de forma vigorosa. Enquanto alguns defendiam a necessidade de preservar a integridade e os valores da comunidade religiosa, outros enfatizavam a importância da compaixão e da empatia, especialmente em momentos de busca espiritual e consolo.

O pronunciamento do Pastor Elias Cardoso gerou um debate significativo sobre os hábitos e condutas durante os cultos religiosos. Enquanto suas observações refletem valores e princípios estabelecidos dentro de sua comunidade religiosa, a diversidade de opiniões expressas pelos internautas destaca a complexidade e a subjetividade dessas questões.

2 Comentários
  1. […] Kampala, Uganda, uma cena chocante se desenrola diante dos olhos dos fiéis. Um misterioso “profeta“, autointitulado Irmão Inocêncio, pede a uma mulher para se dirigir à frente da sala. O […]

  2. […] tarde desta terça-feira (20), a Polícia Civil de João Pessoa realizou a prisão de um pastor da Assembleia de Deus, identificado como Kleyfeson Lopes, sob a acusação de comercializar celulares iPhone, da marca […]

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.