Irmãs do círculo de oração perdem a linha e quase saem no tapa durante culto

Enquanto o Círculo de Oração da Assembleia de Deus, é patrimônio cultural com data de comemoração, outros quase se tornaram caso de Polícia. Duas irmãs que fazem parte do conjunto de senhoras que oram pelos demais fiéis, quase saíram no tapa durante um culto.

Elas que são de uma pequena igreja pentecostal cujo nome não foi divulgado, aprecem em uma gravação em disputa de imposição de mãos até que uma começa a puxar o cabelo da outra. O vídeo viralizou na internet e tem causado escândalo entre os evangélicos.

De acordo com alguns comentários que surgiram na internet, o vídeo começou a circular nas redes sociais dia 6 de março , dia em que se comemora o dia do ” Círculo de Oração”.

A menção honrosa as senhoras da Assembléia de Deus, porque tudo começou com a Albertina Bezerra Barreto, membro da instituição em Recife (PE), que convidou algumas irmãs da sua congregação, no bairro Casa Amarela, para a ajudarem em oração, em favor da sua filha Zuleide, que
estava enferma.


Conforme a matéria do portal “Mulher Cristã”, a menina não passaria dos oito anos. Ela não andava e não falava. Foi, então, que sete mulheres passaram a ajudar a irmã Albertina em oração. Assim, a criança
cresceu, andou e viveu por 49 anos. O nome “Círculo de Oração” foi dado pela própria irmã Albertina,
inspirada por um folheto, que dizia: a oração é como um círculo nos céus. “Quando estávamos orando, lembrei-me da mensagem e disse: – Vamos circular os céus com as nossas orações”.

Comentários estão fechados.