Pastor Antonio Dionizio ganha mais um culto de Ação de Graças após polêmica com amante

O pastor Antonio Dionizio presidente da Assembléia Deus Missão, comemorou mais um ano de Ministério neste domingo 24. No ano anterior, quando ainda a polêmica burbulhava na internet, fiéis também se reuniram no templo cede para celebrar a data com religioso.

Em meio a aplausos, comes e bebes, ao lado da esposa Gleyci Motta, Dionizio se emocionou e foi as lágrimas.

Para quem não se lembra o pastor de 73 anos, foi flagrado passando a mão na bunda da “amante” que atualmente é sua esposa. Um vídeo que percorreu as redes sociais em 2021, mostra o momento exato em que o líder máximo da igreja aperta as nadegas e da uns tapinhas nela.

Ele se casou-se às pressas com a ex-amante em uma cerimônia no interior paulista somente e para alguns membros do escalão da igreja. Ele que havia se afastado da presidência da Assembléia de Deus durante polêmica e divulgação do vídeo, voltou para o cargo após o matrimônio com Gleyci Motta.

Mesmo com o vídeo que mostrava sua atitude nada pentecostal com a ex-amante ele negou tudo e afirmou que o vídeo em questão foi manipulado. Dionizio chegou a dizer que não cometeu pecado algum.

Além de negar tudo, Antonio Dionizio foi a justiça e processou uma missionária. A ação foi protocolada pelo pastor e tramitou na 11ª Vara Cível de Campo Grande, sob responsabilidade do juiz Marcel Henry Batista de Arruda contra o Facebook, a pastora, que usa a hastag #vemcomigodandogloria.

Em live divulgada no Facebook, a missionária do setor 1 e Théio de Oliveira, na época responsável pelo site www.conttei.com.br, morador de Indaiatuba (SP).

Comentários estão fechados.