Caso Sara Mariano: Ederlam Mariano se diz inocente na morte da esposa

Ederlan Mariano, um dos principais suspeito na morte da esposa Sara Mariano, afirmou ser inocente. Em um vídeo que passou a circular mas redes sociais nesta terça-feira (07), ele aparece com a cabeça raspada e usando roupas de presidiário.

Ederlan que era religioso e fazia pregações em suas redes sociais, teve como comparsa na trama criminoso um bispo e um cantor gospel.

No entanto, na gravação Ederlan declarou que não matou sua esposa e apelou para Deus como sua testemunha de inocência.

“Eu não matei Sara, eu não sou um assassino. Estão me acusando de um crime que não cometi. Deus é minha testemunha. Eu não sou o assassino de minha esposa”, afirmou ele no vídeo.

As imagens foram divulgadas no mesmo dia que houve terceira audiência de instrução do caso. Além de Ederlan os outros envolvidos no assassinato da cantora também foram ouvidos.

A audiência aconteceu no Fórum Criminal de Dias D’Ávila, na Bahia. As informações são do portal Bahia no Ar.

Ao todo foram 11 pessoas presentes para ouvir os réus. Entre eles magistrados, advogados e servidores públicos.

Ederlan Mariano, Bispo Zadoque, Gideão Duarte e Victor Gabriel fora interrogados por quase três horas. Cada sessão durou cerca de 45 minutos cada.

Ederlan foi o primeiro a prestar depoimento, seguido por Bispo Zadoque. Victor Gabriel e Gideão Duarte afirmaram não lembrar com clareza dos detalhes do rime. No entanto todos apontaram Bispo Zadoque como o principal mandante do crime.

Comentários estão fechados.